Uma nova História para o Contestado


Contestado
Formato: 15x21,5
142 páginas
Nilson Thomé
Escritor de Caçador – SC
Valor: R$20,00

A Guerra do Contestado aconteceu na Região do Contestado, localizada no Centro-Oeste do Estado de Santa Catarina, em área de conflagração de 15.000 km², quando parte dela pertencia ao Estado do Paraná. A população, envolvida foi de, aproximadamente, 40.000 habitantes. Os municípios do Paraná, na época, eram Rio Negro, Itaiópolis, Timbó, Três Barras, União da Vitória e Palmas e, os municípios de santa Catarina, na época, eram Lages, Curitibanos, Campos Novos e Canoinhas. Ela teve início em dezembro de 1913, na localidade de Taquaruçu, na divisa dos municípios de Curitibanos e Campos Novos. O conflito durou 26 meses, tendo seu auge em março-abril de 1915, em Santa Maria, na Serra do Espigão e, o final, foi em Janeiro de 1916, em Perdizinhas.
Esta guerra civil envolveu oito mil combatentes militares, sendo 7.000 soldados do Exército Brasileiro, do Regimento de Segurança do Paraná, do Regimento de Segurança de Santa Catarina, mais 1.000 civis contratados. No outro lado, o Exército Encantado de São Sebastião juntou 10.000 combatentes, todos da população sertaneja local. As baixas nos efetivos legalistas militares e civis foram de 800 a 1.000, entre mortos, feridos e desertores. As baixas na população civil revoltada foram e 5.000 a 8.000, entre mortos, feridos e desaparecidos. O custo financeiro da Guerra do Contestado, só para a União, foi de cerca de 3.000:000$000, mais soldos militares, sem contar os gastos dos Estados e Municípios.