A Sétima Caverna

Ficção
Formato: 14x21
262 páginas
Harry Wiese
Escritor de Ibirama – SC
Valor: R$25,00

“Foi ali na curva do rio.Eu aqui tocando meu violino e ela se banhando nas águas que, naquele domingo, vinham límpidas e cristalinas da mata, como sempre.
(...)
Ela olhava, ouvia a minha música e dançava. Acho que nunca tinha ouvido música tão bonita.
(...)
Escondia-se atrás de arbustos, aparecia novamente e em pouco tempo, ensaiava alguns passos: uma dança índia no meio do rio, ao som de um violino. Eram duas culturas se misturando: a indígena e a branca, a dela e a minha.
(...)
E eu tocava e ela dançava. Foi uma dança de batidas fortes, com a água respingando e molhando seu corpo índia. Parecia que estávamos sozinhos no mundo. Aqui na mata, quem poderia ver a gente? Foi uma dança sem testemunhas. Era eu, homem branco, tocando um instrumento musical e Rosima, a índia, dançando no meio do rio. Eu olhava para ela e ela olhava para mim. Então, ríamos cada um com seu jeito de rir, até eu parar de tocar e ela ir embora, junto aos seus, na mata virgem.”