Maicon Tenfen nasceu em Ituporanga (SC) no último dia de 1975.

Em 1998, quando concluiu o Curso de Letras (FURB), já era autor de três novelas publicadas: Entre a Brisa e a Madrugada (96), Um Cadáver na Banheira (97) e O Segredo da Montanha (98).

A esses títulos seguiram-se O Impostor (99), sua estréia no conto, e O Filho do Feliciano (2000), sua obra de maior fôlego.

Em 2002 lançou Mistérios, Mentiras e Trovões, que oferece dupla leitura: ou como livro de contos, ou como novela de suspense.

Em 2005 e 2006 publicou dois livros de crônicas, respectivamente Mania de Grandeza e A Culpa é do Mordomo.

Em 2008 estreou no ensaio com Breve Estudo Sobre o Foco Narrativo, seguido de Casa Velha Night Club (contos, 2009) e A Galeria Wilson (romance, 2010). Lançou ainda um novo livro de crônicas: O Homem que Pronominava.

Por duas vezes recebeu o primeiro lugar no Concurso de Contos Paulo Leminski, de âmbito nacional. Venceu também, em 2005, o Concurso de Contos de Araçatuba (SP), com Nick Fourier.

Atualmente, Maicon escreve crônicas semanais para o Diário Catarinense e leciona Literatura Brasileira na Universidade de Blumenau (FURB).